Empresa endividada? Saiba qual credor priorizar.

Olá Líder!!

Esse assunto não deve ser tabu entre as empresárias e tão pouco em um momento de crise como o que o país está atravessando. O certo é conversar com pessoas que entendem de finanças e outras empresárias que você confia e ouvir o que essas pessoas fazem ou fizeram de diferente de você e aprender com elas. SEMPRE temos o que aprender quando estamos dispostas a ouvir, de verdade!

Primeiro, se você possui alguma reserva, o aconselhável é usar as reservas para quitar a dívida e seja rápida nesse processo. Os especialistas alegam que a rentabilidade do investimento é sempre menor que os juros que a pessoa vai pagar. Lembre-se que infelizmente o nosso Brasil é um dos países com os maiores juros do planeta! #querecorde

Mas, se você não tem um tostão furado, o primeiro passo é listar todas as dívidas para você visualizar tudo o que deve realmente, muitas vezes fugimos desse momento pois temos medo de encarar o problema, mas quando o encaramos nem sempre a situação é tão feia quanto parece. Mantenha a calma e foco!

Agora sim: ao analisar as dívidas, priorize os gastos que mantêm a empresa aberta e funcionando, afinal você não pode deixar de pagar as contas de água, luz e telefone para pagar um fornecedor de matéria-prima, por exemplo. Que empresa sobreviverá sem luz? Já o fornecedor de insumo ou produtos, você pode negociar a dívida.

E quando você for negociar com os fornecedores atrasados, selecione aqueles que são essenciais para o seu negócio, dos quais os produtos são bem vendidos, entende?! E também aqueles fornecedores que você tem uma maior margem de lucro em seus produtos.

Por último, vale considerar que se não houver a possibilidade de você levantar o dinheiro através de suas próprias vendas ou capital de giro, considere pedir um empréstimo bancário. Mas verifique antes com os seus credores se é possível o parcelamento da dívida. O importante de se verificar na hora de realizar um empréstimo é se os juros praticados pelo banco é menor que os das dívidas. Por exemplo, se forem dívidas de cartão de crédito e cheque especial, esses possuem juros altíssimos, então nesse caso talvez valha a pena o empréstimo.

De qualquer forma, um empréstimo deve ser a última alternativa para levantar dinheiro para pagamento de dívidas, ok?

E sempre, sempre pense e repense em novas ideias e possibilidades de levantar um dinheiro extra com o seu negócio! Faça encontros, convide parceiros e os próprios fornecedores podem te ajudar, fornecendo brindes e degustações, por exemplo.

Não perca o ânimo! Siga em frente! Movimente-se, esse deve ser o mantra da empreendedora: movimento!

E vamos juntas!!

Abraço,

Paula Dal Belo

Compartilhe... Share on FacebookShare on LinkedInTweet about this on TwitterShare on Google+Pin on Pinterest
Escrito por Paula Dal Belo, advogada por formação e empreendedora por vocação. Empresária, idealizadora do movimento LINDA TODA que fomenta o empreendedorismo feminino e presidente da ACI MULHER de São José dos Campos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *