Invista em você e no seu desenvolvimento

Olá empreendedora!

Hoje o assunto aqui é tão sério mas infelizmente ainda vejo muitas pessoas o tratando como um “hobby”. Isso mesmo! Muitas pessoas tratam o desenvolvimento pessoal e profissional como tratam um hobby: só fazem quando dão prazer, não o praticam com disciplina e foco, afinal estão ali só para se “divertirem”, porém desejam obter resultados se comparando com pessoas que levam muito a sério o auto desenvolvimento e que por conta disso, geram resultados superiores! #naoémagica

Vou te contar uma coisa: o auto desenvolvimento não te trará apenas mais oportunidades profissionais ou prosperidade como consequência, nem tudo é sobre dinheiro, correto? A auto-aprendizagem apresenta vantagens primeiramente ao indivíduo e, conseqüentemente, à organização. Porque ao se conhecer melhor você fica mais consciente e focado no seu desempenho, nos seus talentos naturais e fraquezas e almeja o constante aperfeiçoamento, pois enxerga onde pode chegar se você treinar, treinar, aprender, aprender, realizar e realizar até chegar lá!

Fico impressionada quando ouço de algumas pessoas sobre irem ou não irem a determinada palestra, curso e workshops (muitas vezes gratuitos, hein?): “Ah se der eu vou…” ou “Se eu não for a tal lugar eu vou lá…”. E nessa de “boa intenção” de fazer algo, fazem suas inscrições e não aparecem, tirando a vaga de uma pessoa que gostaria de ter ido, por exemplo.

E quando falamos de cursos pagos então?! Minha nossa! Não parece tão óbvio que seja um investimento. Vejo pessoas defenderem a educação e a cultura com tanto fervor, mas para dizermos que valorizamos algo pergunto até onde você iria ou qual sacrifício realizaria por essa “causa”?

Em minha cidade o prefeito decidiu cortar gastos e infelizmente cortou o convênio da prefeitura com a orquestra sinfônica da cidade. Uma pena mesmo! Mas a pergunta que te faço é se essas pessoas que tanto reclamaram ou criticaram a decisão do prefeito, algum dia na vida pagaram por um concerto dessa orquestra na cidade??? Ou “frequentavam” e “fomentavam a cultura” somente “prestigiando” seus concertos gratuitos??!!

Não quero dizer aqui (jamais!) que não existe valor, conteúdo relevante e validade nos cursos gratuitos! Mesmo porque eu mesma realizo encontros semanais gratuitos através do movimento que lidero chamado LINDA TODA. O que desejo refletir com você é sobre trazer à consciência a importância de investir no seu desenvolvimento e não encarar como gasto aquilo que certamente lhe trará inúmeros benefícios. Considerando que o aprofundamento de questões e assuntos nós só conseguimos com um pouco mais de tempo, dificilmente encontraremos cursos de 1 semana ou superiores a 12 horas, gratuitos, não é mesmo??!

Bóra refletir sobre o que queremos colher. E identificar se as sementes que estamos plantando nos darão a colheita que esperamos. #ficaadica

Abraço!

Vamos juntas!

Paula Dal Belo

 

Escrito por Paula Dal Belo, advogada por formação e empreendedora por vocação. Empresária, idealizadora do movimento LINDA TODA que fomenta o empreendedorismo feminino e presidente da ACI MULHER de São José dos Campos.

E você? Está afiando o seu machado?

 

afiando-o-machado

Olá Empreendedora!

Quero compartilhar contigo uma história que muito tem a nos ensinar:

“No Alasca, um esporte tradicional é cortar árvores. Há lenhadores famosos, com domínio, habilidade e energia no uso do machado. Querendo tornar-se também um grande lenhador, um jovem escutou falar do melhor de todos os lenhadores do país. Resolveu procurá-lo.

– Quero ser seu discípulo. Quero aprender a cortar árvore como o senhor.

O jovem empenhou-se no aprendizado das lições do mestre, e depois de algum tempo achou-se melhor que ele. Mais forte, mais ágil, mais jovem, venceria facilmente o velho lenhador. Desafiou o mestre para uma competição de oito horas, para ver qual dos dois cortaria mais árvores.

O desafio foi aceito, e o jovem lenhador começou a cortar árvores com entusiasmo e vigor. Entre uma árvore e outra, olhava para o mestre, mas na maior parte das vezes o via sentado. O jovem voltava às suas árvores, certo da vitória, sentindo piedade pelo velho mestre.

Quando terminou o dia, para grande surpresa do jovem, o velho mestre havia cortado muito mais árvores do que o seu desafiante.

– Mas como é que pode? – surpreendeu-se. Quase todas as vezes em que olhei, você estava descansando!

– Não, meu filho, eu não estava descansando. Estava afiando o machado. Foi por isso que você perdeu.”

Aprendizado é um processo que não tem fim. Sempre temos algo a aprender. O tempo utilizado para afiar o machado é recompensado valiosamente. O reforço no aprendizado, que dura a vida toda, é como afiar sempre o machado.

E para nós, empreendedoras, como podemos afiar nosso machado?

Participando de cursos, workshops e grupos de estudos. Trocando ideias com outras empreendeodoras e empresárias para uma aprender com a outra.

De forma geral, movimente-se. Saia do lugar. Frequente lugares onde você pode agregar conhecimento relevante e crescer, assim como contribuir para o crescimento de alguém, É gratificante e a vida lhe dá em dobro.

Continue afiando o seu machado! Acompanhe nossas ações na fanpage https://www.facebook.com/lindatodabypauladalbelo/

 

Vem comigo! Vamos juntas!

Abraço,

Paula Dal Belo

www.pauladalbelo.com.br

Escrito por Paula Dal Belo, advogada por formação e empreendedora por vocação. Empresária, idealizadora do movimento LINDA TODA que fomenta o empreendedorismo feminino e presidente da ACI MULHER de São José dos Campos.

Cuide de sua autoestima

Olá Líder!

✔️️Auto-estima: é quando alguém se vê como uma pessoa digna de ser amada, respeitada e valorizada, antes e acima de tudo, por si própria.

👎🏻Baixa auto-estima: é quando esse sentimento está abalado, destruído, impotente ou mesmo falido.

É quando você acha que todos são melhores do que você e que a sua vida não vale muito. Ou seja, todas as outras pessoas são mais felizes, mais bem sucedidas, mais bonitas, mais capazes…. Você está pra baixo 😞

💡Combata esses sintomas!!👊🏻👊🏻💪🏻💪🏻💪🏻

🌟Pare já com o péssimo hábito de se comparar com os outros. Você é única!! E cada um tem seus dons e seus talentos. Descubra os seus!!

🌟E por falar em talentos, busque o AUTO CONHECIMENTO! Descubra seus pontos fortes, isso aumentará seu valor próprio e auto confiança.

🌟Relacione-se com pessoas que te aceitam como você é. Seja você mesma sempre, seja autêntica e realista.

Lidere-se! A auto liderança é um grande desafio para todos. E quanto mais nos conhecemos e sabemos lidar com os nossos sentimentos, maiores as chances de crescermos e evoluirmos, como pessoa e como profissional!

Vamos juntas!

Abraço,

Paula Dal Belo

Liderança Empreendedora Feminina

auto-estima

Escrito por Paula Dal Belo, advogada por formação e empreendedora por vocação. Empresária, idealizadora do movimento LINDA TODA que fomenta o empreendedorismo feminino e presidente da ACI MULHER de São José dos Campos.