Networking e seu poder

O NETWORKING e seu poder

Olá empreendedora!

Como anda o seu networking? Ou rede contatos?

Primeiro, você precisa entender a palavra: Networking vem do termo em inglês “net” que significa rede e “work”, que significa trabalho. O networking nada mais é do que a sua rede de contatos dentro do contexto da sua área de atuação. OK?

E o networking sempre foi e será um dos princípios do empreendedorismo. Eu entendo que é impossível alcançar o sucesso em qualquer atividade ou ramo de atuação sem bons contatos e a troca de informações (informação é poder!) que existe quando nos relacionamos bem.

E quando eu digo relacionar-se bem eu quero fazê-las lembrar daquela frase que diz: “Somos a média das cinco pessoas com quem mais convivemos.” Portanto, olhe ao seu redor, analise o seu dia a dia e observe com quem você tem se relacionado? Quem tem sido a sua influência diária? Quais tem sido as suas fontes de informação, motivação e conteúdo? Você certamente obterá muitas respostas após essa análise. E o mais interessante é que com isso você entenderá a razão de fazer e repetir certas coisas, ter certos hábitos, fracassos ou sucesso! Afinal, as relações que cultivamos trazem resultados positivos ou negativos à nossa vida.

O networking é sem dúvida, um poderoso instrumento de conexão e interesses. Mas para isso você precisa estar no lugar certo e com as pessoas certas. No meu movimento de empreendedorismo feminino LINDA TODA (www.lindatoda.com.br) promovo encontro semanais onde além de agregar conteúdo e conhecimento relevante e de qualidade às empreendedoras, promovemos um momento único e poderoso de networking entre as participantes, momento oportuno de criar ligações com pessoas, conhecer outras empreendedoras, apresentar seu negócio e com isso, descobrir meios que possam contribuir com o seu negócio ou ajudá-la a desempenhar melhor o seu trabalho. E vice-versa. Afinal, trabalhamos com a mentalidade colaborativa, um dia você doa, outro dia recebe.

Se você souber desenvolver uma boa rede de contatos, novas possibilidades podem surgir, assim como parcerias e negócios.

Onde começar?  

Em todo lugar e a qualquer hora.

Primeiro você precisa ter em mente seus objetivos profissionais para otimizar a ampliação de sua rede de contatos. Pense em fóruns, eventos, encontros e palestras que reunirão o público que você almeja atingir e contactar. É interessante também procurar outras áreas (diversificar), complementares a sua para você expandir sua rede e com isso potencializar as ações do seu negócio, caso contrário você acaba frequentando sempre os mesmos lugares com o mesmo “tipo de público”, entende?

Lembre-se: empreendedorismo é movimento! Movimente-se!

Outra dica é que você busque e pergunte aos amigos sobre encontros e eventos que promovam o networking, bem como procurar participar de cursos e palestras voltados para a área em que você procura um parceiro.

E vale sempre lembrar que em relação a networking:qualidade vale mais do que quantidade. E para que as boas relações se mantenham, é preciso que elas estejam ativas e sejam cultivadas com atitudes de parceria, ética e confiança.

Isso lhe dará uma boa reputação  e essa sem dúvidas é o seu maior ponto forte!

Vamos juntas!!

Abraço,

Paula Dal Belo

Escrito por Paula Dal Belo, advogada por formação e empreendedora por vocação. Empresária, idealizadora do movimento LINDA TODA que fomenta o empreendedorismo feminino e presidente da ACI MULHER de São José dos Campos.

Empresa endividada? Saiba qual credor priorizar.

Olá Líder!!

Esse assunto não deve ser tabu entre as empresárias e tão pouco em um momento de crise como o que o país está atravessando. O certo é conversar com pessoas que entendem de finanças e outras empresárias que você confia e ouvir o que essas pessoas fazem ou fizeram de diferente de você e aprender com elas. SEMPRE temos o que aprender quando estamos dispostas a ouvir, de verdade!

Primeiro, se você possui alguma reserva, o aconselhável é usar as reservas para quitar a dívida e seja rápida nesse processo. Os especialistas alegam que a rentabilidade do investimento é sempre menor que os juros que a pessoa vai pagar. Lembre-se que infelizmente o nosso Brasil é um dos países com os maiores juros do planeta! #querecorde

Mas, se você não tem um tostão furado, o primeiro passo é listar todas as dívidas para você visualizar tudo o que deve realmente, muitas vezes fugimos desse momento pois temos medo de encarar o problema, mas quando o encaramos nem sempre a situação é tão feia quanto parece. Mantenha a calma e foco!

Agora sim: ao analisar as dívidas, priorize os gastos que mantêm a empresa aberta e funcionando, afinal você não pode deixar de pagar as contas de água, luz e telefone para pagar um fornecedor de matéria-prima, por exemplo. Que empresa sobreviverá sem luz? Já o fornecedor de insumo ou produtos, você pode negociar a dívida.

E quando você for negociar com os fornecedores atrasados, selecione aqueles que são essenciais para o seu negócio, dos quais os produtos são bem vendidos, entende?! E também aqueles fornecedores que você tem uma maior margem de lucro em seus produtos.

Por último, vale considerar que se não houver a possibilidade de você levantar o dinheiro através de suas próprias vendas ou capital de giro, considere pedir um empréstimo bancário. Mas verifique antes com os seus credores se é possível o parcelamento da dívida. O importante de se verificar na hora de realizar um empréstimo é se os juros praticados pelo banco é menor que os das dívidas. Por exemplo, se forem dívidas de cartão de crédito e cheque especial, esses possuem juros altíssimos, então nesse caso talvez valha a pena o empréstimo.

De qualquer forma, um empréstimo deve ser a última alternativa para levantar dinheiro para pagamento de dívidas, ok?

E sempre, sempre pense e repense em novas ideias e possibilidades de levantar um dinheiro extra com o seu negócio! Faça encontros, convide parceiros e os próprios fornecedores podem te ajudar, fornecendo brindes e degustações, por exemplo.

Não perca o ânimo! Siga em frente! Movimente-se, esse deve ser o mantra da empreendedora: movimento!

E vamos juntas!!

Abraço,

Paula Dal Belo

Escrito por Paula Dal Belo, advogada por formação e empreendedora por vocação. Empresária, idealizadora do movimento LINDA TODA que fomenta o empreendedorismo feminino e presidente da ACI MULHER de São José dos Campos.

4 dicas para garantir seus negócios na crise

Olá Líder!!

Sou empresária há 12 anos e confesso que 2016 foi o ano mais desafiador para o meu negócio. Muitas pessoas ignoram ou dizem não “gostar” (quem gosta, meu Deus?!) de falar a palavra crise. Mas gostando ou não do termo, a situação e os números nos mostram que 2016 foi um ano economicamente ruim para a maioria dos empresários e que 2017 não nos dá sinais de melhora.

OK, Paula. O que eu faço com essa informação?

Bom, podemos chorar, lamentar e culpar a crise pela nossa falta de crescimento e com  isso fracassarmos cada vez mais ou podemos, de fato, buscar e treinar (isso mesmo, treinar!) todos os nossos sentidos para enxergar oportunidades e melhorias em momentos como esse.

As dicas que lhe darei a seguir serviram para mim e para o meu negócio. E no final de 2015, ano também chamado como “ano de crise” eu criei e desenvolvi o maior Movimento de fomento ao empreendedorismo feminino chamado LINDA TODA. E como fiz isso? Atentando-me aos meus talentos e ouvindo meus clientes e amigas empresárias sobre suas dores.

E aqui vão 4 das dicas que considero realmente muito importantes para mantermos o nosso negócio no rumo certo e crescente. E torço pra você também encontrar oportunidades no caos. Como dizem “Enquanto uns choram, outros vendem lenços.”

DICA # 1 – Mantenha a calma

laptop-1149412_1920

De nada adianta se estressar, gritar com funcionários e sócios ou pensar em jogar tudo para o alto. Se a situação de dificuldade existe, PENSE: “Quais são as possibilidades que tenho ao meu alcance de fazer diferente? Em que e o que posso fazer diferente hoje?” Viva um dia por vez.

Não tome decisões importantes precipitadamente. Respire fundo, converse, troque ideias com outras empresárias, peça um tempo, dê-se um tempo. Principalmente quanto a fazer empréstimos, muita cautela nessa hora.

DICA # 2 – Reduza as despesas e organize a casa

Eu observei ao longo de 2016 que as economias e cortes de despesas que realizei na minha empresa não fizeram diferença nenhuma na entrega de valor aos meus clientes, sabia?

Se tem uma coisa boa nessa tal de crise é que nos obriga a repensar em tudo aquilo que compramos ou consumimos, não é mesmo?! Antes de adquirir qualquer serviço ou produto, faça a seguinte pergunta: “Se eu não comprar, o que pode acontecer? Minha qualidade vai cair?! Meu cliente irá perceber a queda de valor no produto ou serviço que eu ofereço a ele?”

E atenção: alguns itens são vitais para o crescimento e destaque da sua empresa, descubra quais são eles! Não vá desligar o ar condicionado do seu salão ou loja para economizar (eu sei, eu sei que a energia está um absurdo!) se isso fará que o seu cliente fique menos tempo dentro da sua loja ou nem queira entrar. Percebe?!

DICA # 3 – Otimize seus processos

writing-828911_1920

Se existe um país no mundo que ama a burocracia é o nosso Brasil, concordam?!

Meu Deus, como complicamos a vida, não é?! Mas isso existe por uma razão, minha gente: a falta de confiança! É isso mesmo! Países onde o nível de confiança é baixo, tendem a ser muito burocráticos, simplesmente PORQUE não podemos confiar no trabalho ou serviço da pessoa SE outra não conferir, SE não houver um comprovante que foi feito de fato, SE não provar e assinar embaixo e por aí vai.

Na nossa empresa, contudo, pode ser um pouco diferente, principalmente nos pequenos negócios onde a facilidade para alterar e mudar processos é mais fácil por conta do tamanho.

Uma dica é você ir fazendo pequenas mudanças e aos poucos e ir testando os RESULTADOS dessas mudanças. E quando o processo estiver no formato que você idealizou (porque estudou antes), daí você faz um procedimento por escrito e formal, apresenta para a equipe e todos assinam que estão ciente e de acordo. E principalmente, comprometidos 😉

O objetivo deve ser sempre: reduzir o tempo, otimizar os gastos e desburocratizar.

DICA # 4 – VAMOS JUNTAS! 

5-formas-de-matar-os-seus-sonhos-13jan2016_ii

Não existe revolução e progresso maior e melhor do que quando nos unimos e juntamos forças para vencermos juntas!

Saia do seu negócio de vez em quando. Você precisa trabalhar O negócio e não NO negócio, entende? A empreendedora PRECISA se MOVIMENTAR! Procure um grupo, uma associação, um projeto, um movimento de empreendedorismo que te apoie, te agregue conteúdo e te auxilie a alavancar seus negócios.

Eu idealizei o LINDA TODA http://www.lindatoda.com.br  justamente com essa MISSÃO:

  • Fomentar o empreendedorismo e o empoderamento feminino no âmbitos pessoal e profissional.
  • Promover a auto estima motivando a consciência da importância dos cuidados com a saúde, mente e beleza como partes integrantes da mulher como um todo.
  • Transformar empreendedoras e empresárias em líderes com resultados extraordinários em benefício próprio e de sua comunidade.

É incrível o poder que a união entre pessoas com os mesmos valores e objetivos pode fazer pelo todo e por cada uma individualmente!

Esqueça essa história de “vão roubar minha ideia” ou ” ah ela tem inveja de mim” ou “e se ela me prejudicar”. São crenças limitantes e que te seguram para voar mais alto e mais longe! Acredite no seu poder e talentos, assim como nos das outras empresárias, contribua com o crescimentos dos outros e serás agraciada com tesouros em conhecimento e prosperidade!

Vem junto! Vamos juntas!

Abraços,

Paula Dal Belo

 

 

Escrito por Paula Dal Belo, advogada por formação e empreendedora por vocação. Empresária, idealizadora do movimento LINDA TODA que fomenta o empreendedorismo feminino e presidente da ACI MULHER de São José dos Campos.

Não é o mais forte que sobrevive, nem o mais inteligente…

Olá Líder!!

E você? Como se adapta às mudanças?
É resistente ou é flexível? Resiliente?
Sabemos que muitas mudanças no decorrer da vida pessoal e profissional acontecem sem a nossa vontade. E outras, por escolha própria. Quer porque nos planejamos, porque percebemos a transformação do mercado, da cultura e hábitos e corremos atrás de nos adequar, saindo assim da nossa zona de conforto
😉

Essa frase de Charles Darwin nos faz pensar sobre a importância de estarmos em constante movimento na vida, quer seja para sobrevivência, como os animais e nós fazemos, quer seja na gestão do seu negócio. O movimento aqui significa estar atenta às mudanças ao seu redor, do seu concorrente, dos seus vizinhos, do comportamento de seus clientes. O que eles queriam ontem pode não ser o que eles desejam hoje.
A VIDA é dinâmica demais!!

Adaptar às mudanças também significa mover-se fisicamente, sair do seu negócio, da sua loja para desenvolver clientes em potencial, conhecer seus fornecedores, participar de rodadas de negócio, palestras, cursos etc. Ser vista! Ser lembrada também!
Mude. Mude sempre que precisar. Mude para melhor. Com critério, planejamento e muito empreendedorismo!!

Vamos juntas!
Abraço,
Paula Dal Belo

nao-e-o-mais-forte

Escrito por Paula Dal Belo, advogada por formação e empreendedora por vocação. Empresária, idealizadora do movimento LINDA TODA que fomenta o empreendedorismo feminino e presidente da ACI MULHER de São José dos Campos.

Seja um farol

Olá Líder!

Você já pensou sobre a importância dos faróis??!

Os faróis exercem um papel essencial para a segurança, sobrevivência e orientação dos navegadores, e não só para eles, mas para todos que vivem em sua volta. Eles são como um sol em meio a noite, como uma voz em meio à dúvida e escuridão de uma tempestade a nos gritar e orientar “Cuidado!!! Por aqui é perigoso!! Preste atenção no que está fazendo! Vai por ali”.

Protegem navegadores de se chocarem contra as rochas, protegem a comunidade local de um acidente e uma catástrofe.

E o mais importante, os faróis protegem nossas vidas! E sempre de uma forma que ensina o caminho certo a seguir, avisando por onde ir, porém, sem te pegar pela mão e te conduzir!

Ainda mais inspirador que podemos aprender com os faróis é que eles não usam da força bruta, apenas usam sua luz, que começa de um ponto e chega muito longe, luz essa que inicia e emana dele mesmo e segue adiante à sua frente, sempre firme e consistente, ensinado com o seu EXEMPLO!

Já havia pensado sobre isso antes?
Como podemos ser FAROL ou escuridão para as pessoas?
Espero que você seja um farol para muitas pessoas!!

Tenham uma excelente semana!!

Vamos juntas!

Paula Dal Belo

Liderança Feminina Empreendedora

seja-um-farol-31out16

Escrito por Paula Dal Belo, advogada por formação e empreendedora por vocação. Empresária, idealizadora do movimento LINDA TODA que fomenta o empreendedorismo feminino e presidente da ACI MULHER de São José dos Campos.